Orquídea Pipoca: Dicas de Cultivo

A orquídea pipoca, também conhecida como orquídea lusidia, é uma espécie pouco famosa, mas que pode encantar cultivadores.

Suas flores são exóticas, e trata-se de uma das espécies mais fáceis de cultivar.

Isso porque ela conta com propriedades mais resistentes e firmes, além de ser uma planta terrestre, mais resistente ao ambiente externo.

Dessa forma, se você se interessa pela orquídea pipoca, pode plantá-la facilmente em sua casa, e aumentar sua coleção de maneira prática.

Confira algumas dicas de cultiva dessa espécie única, além de conhecer mais sobre ela.

 

Como Deixar Suas Orquídeas Tão Lindas Quanto as de Exposição

Características da orquídea pipoca

Uma das características que mais chamam a atenção na orquídea pipoca é sua estrutura.

Diferente das outras espécies de orquídeas, suas flores possuem um desabrochamento para cima, o que oferece um desenvolvimento diferente, sem o caimento comum da planta.

Inclusive, alguns especialistas costumam achar a folha mais bonita que a própria flor, por conta das cores exóticas e chamativas.

Além disso, essa planta é terrestre, de modo que se dá melhor com plantios em vasos, e também se tornou mais resistente a pragas e mudanças climáticas, por exemplo.

Desse modo, mesmo não sendo tão popular quanto outras espécies, também pode encantar pessoas que apreciam cultivar flores.

Essa orquídea vem da China, mas também é comum que países como Malásia, Filipinas e Tailândia.

Ela também não têm pseudobulbos, e produz rizomas, uma espécie de caule subterrâneo que oferece maior estabilidade durante sua fixação na terra.

Isso também faz com que a orquídea alcance nutrientes mais profundos do solo, tendo um bom desenvolvimento, desde que esteja em terra fértil.

Elas normalmente florescem no final do inverno, quando a primavera está começando.

Embora esse período seja conhecido pelo florescimento das plantas, é comum entre orquídeas desabrochar também no verão. Isso diferencia a orquídea pipoca das irmãs.

Suas flores normalmente tem 1,5 centímetro de diâmetro, com hastes florais podem chegar até 15 centímetros, uma das maiores.

Por fim, suas flores geralmente são brancas, com manchas amarelas. No entanto, as folhas podem adquirir tons vermelhos e escuros.

 

Como Deixar Suas Orquídeas Tão Lindas Quanto as de Exposição

Como plantar orquídea pipoca?

Se você gostou da orquídea pipoca e se interessou mais sobre o cultivo dela, saiba que é fácil cuidar dessa espécie.

Inclusive, é recomendada para jardineiros iniciantes, por não apresentar muitos cuidados específicos e ser mais resistente.

Agora, saiba como plantar uma orquídea pipoca e aumentar sua coleção:

  1. Separe a muda

Antes de mais nada, é importante ter sua muda de orquídea pipoca. Ela pode ser comprada ou retirada de uma planta-mãe.

Com raízes fortes, o replantio também é mais fácil. Sua muda não deve ser muito grande, para não dificultar o processo e se acomodar em um vaso de tamanho médio.

Também verifique se ela não apresenta insetos, lesmas, pragas ou hastes amareladas, que podem prejudicar um crescimento saudável.

  1. Escolha um vaso

Para a orquídea pipoca, o mais indicado são vasos de barro ou cerâmica. Assim como outras espécies semelhantes, esse material atende melhor às necessidades da planta.

O tamanho pode variar, desde que possa acomodar a planta com um espaço de folga para os nutrientes. Geralmente, iniciantes optam por um vaso médio a grande.

  1. Cubra com substratos

Nesta etapa, o processo de plantio da orquídea pipoca é semelhante ao de outras espécies e plantas.

Basta encher o vaso com os substratos e acomodar a muda de modo que suas raízes fiquem bem cobertas e fixas.

Para isso, recomenda-se utilizar fibras ou raspas de coco, de material maleável e boa absorção de água.

No entanto, ao contrário de outros tipos de orquídeas, não é aconselhável prender a lusidia com apoios de bambu, por exemplo.

Isso porque suas hastes são mais duras e firmes, sem a necessidade de um apoio central para que ela possa crescer saudável.

Pelo contrário, o suporte pode prejudicar o desenvolvimento total da planta.

Por isso, apenas acomode a muda firmemente e sua planta estará pronta para nascer.

  1. Aplique os primeiros cuidados

Em poucos minutos, a sua orquídea já estará pronta para receber os primeiros cuidados e começar seu ciclo na natureza.

Depois de acomodar a muda no vaso preparado, basta observar as raízes se fortalecendo e aguar.

Uma vez que a espécie da orquídea pipoca é mais resistente que outras, não é necessário se preocupar excessivamente com a muda.

Basta observar uma vez por dia, e cuidar para que ela esteja apropriadamente molhada. Essa planta também absorve água lentamente, podendo precisar de rega apenas a cada dois dias.

Além disso, a orquídea é uma planta de meia sombra. Ou seja, pode se queimar caso exposta à luz do sol direta.

Por isso, é importante colocar o vaso para tomar sol em lugares arejados e com boa luminosidade, mas nunca ao ar livre. Também não é recomendável plantar a orquídea pipoca em árvores por esse motivo.

Por fim, basta acompanhar seu desenvolvimento com o tempo. Existem algumas dicas para cuidar bem da sua orquídea.

Observa como ela está e, a partir disso, identifique a principal necessidade:

  • Folhas com manchas, pintas ou que caem facilmente: excesso de água, basta diminuir as doses e deixar a raiz secar bem;
  • Planta sem botões: falta de sol. Coloque apenas um pouco mais próximo da luz, de preferência pela manhã;
  • Folhas secas e quebradiças: caso a folha pareça como um papel amassado, sem vida e quebradiça, significa falta de água. Aumente as doses de rega;

Dessa forma, ficará muito mais fácil cuidar bem da sua orquídea pipoca.

Como replantar orquídea pipoca?

Depois de se aventurar com sua primeira orquídea pipoca, ela pode necessitar de um replantio.

Isso pode acontecer por diversos motivos, como vaso pequeno e crescimento excessivo. Também, as raízes podem precisar de um novo substrato, e, com isso, é preciso fazer o replantio.

No entanto, não existem segredos. Basta seguir o passo a passo do primeiro cultivo, apenas tomando cuidado com a planta, pois ela é maior que uma muda.

As raízes podem parecer mais firmes, mas não existem segredos. Tome cuidado com as hastes e garanta que o novo vaso está coberto apropriadamente.

Em seguida, apenas siga o procedimento novamente, com os primeiros cuidados e observando se não existem lesmas ou insetos se aproximado.

Mesmo que seja mais resistente, ainda é importante afastar possíveis pragas da orquídea pipoca, para ela crescer com saúde.

Perguntas frequentes

Iniciantes na jardinagem podem ficar com algumas dúvidas sobre o plantio ou a planta.

Por isso, nós separamos algumas das perguntas mais frequentes sobre orquídea pipoca, para te ajudar durante sua jornada com essa espécie:

Qual o preço da orquídea pipoca?

O preço de uma muda de orquídea pipoca costuma ser maior do que as demais espécies.

Isso porque trata-se de um tipo menos famoso, o que o torna mais raro de se encontrar e plantar, elevando seu preço no mercado.

Além disso, especialistas apreciam a orquídea pipoca por conta de suas folhas exóticas e conjunto de cores exuberantes.

Dessa forma, interessados na muda podem encontrar uma orquídea pipoca pelo valor médio de R$100 em centros especializados.

Ainda, é possível procurar em espaços como Mercado Livre ou lojas virtuais de jardinagem e mudas.

Na internet, o valor médio permanece parecido, em torno de R$120.

É claro, esse preço também pode variar dependendo de outros fatores, como o tamanho e peso da muda. A sua localização também pode influenciar no valor do frete, e, consequentemente, da conta total.

Normalmente, pessoas interessadas no cultivo optam por mudas maiores. Entretanto, se você busca uma muda menor, para decorações discretas, por exemplo, optar por um tamanho menor também reduz seu preço.

Onde comprar orquídea pipoca?

Com os avanços da tecnologia, hoje possuímos um acesso facilitada à internet e ao mercado digital.

Por isso, é possível comprar mudas de orquídea pipoca de casa, sem precisa se locomover para lojas físicas especializadas.

Assim, você poderá comprar essa espécie em diversos sites, sejam marketplaces, como Facebook e Mercado Livre, ou em portais de jardinagem especializados.

Nesse caso, basta se atentar para as formas e prazos de entrega, para que sua muda venha na melhor forma possível.

Além disso, lojas físicas também contam com esse tipo para vender. No entanto, por não ser tão popular quanto as demais, a orquídea pipoca não pode ser encontrada em supermercados, por exemplo.

Você precisará visitar uma loja especializada de jardinagem, que conte com mudas mais específicas. Dessa forma, poderá garantir que irá encontrar a muda com certeza.

Qual o melhor substrato para orquídea pipoca?

O substrato é fundamental para o crescimento saudável da sua orquídea, por isso, é importante conhecer os melhores.

A princípio, a casca de pinus compõe a mistura mais comum. Ela também é uma das mais fáceis de encontrar, pois sua propriedade rugosa permite uma boa fixação da planta.

Especialmente a lusidia, por ser mais firme que as demais plantas.

Além disso, lascas de madeira também costumam ser bons substratos. É importante procurar por lascas de madeira nobre, com mais nutrientes e firmeza no momento do plantio.

Ainda, as madeiras encontradas na natureza são familiares para as orquídeas, de modo que pode ajudar em seu desenvolvimento.

As pedras são bons apoios de substrato, mantendo o fundo do vaso mais estável para lugares abertos e com vento, por exemplo. Também drenam o excesso de água que pode se acumular nas raízes.

Por fim, o carvão é barato e fácil de encontrar, além de ter uma boa retenção de água. Inclusive, é bom para ser usado com outros componentes.

Como pode ver, você tem uma série de opções para escolher, e pode misturá-las para montar um substrato ainda mais completo para sua orquídea.

Quais as cores da orquídea pipoca?

Uma das grandes belezas da orquídea pipoca são suas cores. As flores costumam ser brancas, com manchas claras.

No entanto, são suas folhas que chamam atenção. Elas possuem uma textura mais aveludada, macia ao toque.

Além disso, são de uma exótica cor vermelha, com alguns tons puxados para o vinho, além de um contraste com o verde.

Como é comum que as orquídeas tenham flores chamativas, a lusidia se destaca justamente por isso.

Orquídea pipoca amarela

Algumas pessoas podem procurar pela orquídea pipoca amarela. Afinal, é uma cor comum para orquídeas, inclusive sendo uma das mais populares.

Entretanto, esse tipo para a lusidia é extremamente rara. É comum confundir sua pétala, pois é branca com manchas claras, geralmente amareladas.

Dessa forma, pode ser fácil confundir a cor da orquídea pipoca. Mas ela não possui flores, nem folhas, inteiramente amarelas, apenas com algumas manchas.

Além disso, se você identificar tons amarelados em sua planta, pode ser um sinal de pouco sol ou pouca água.

Assim, é importante se atentar para essa alteração de cores, essencial para cuidar bem da sua planta durante o ciclo.

Vale a pena cultivar orquídea pipoca?

Depois de conhecer nosso tutorial, você pode perceber como é simples cultivar a orquídea pipoca.

De modo geral, as orquídeas são bastante admiradas pelos jardineiros e decoradores, pois trata-se de uma planta fácil de cuidar, com poucas trocas de folhas e boa absorção, evitando sujeira de terra.

Por isso, são bastante escolhidas para preencher o ambiente, inclusive profissional, sendo bastante encontrada em consultórios, por exemplo.

Assim, se você planeja a decoração de um cômodo e não quer plantar difíceis de tratar, a orquídea pipoca é uma opção interessante.

Enquanto isso, jardineiros que estão praticando sua habilidade podem gostar dessa espécie, por conta do desenvolvimento de suas folhas e cuidados básicos.

Ao regar com certa frequência e deixá-las em um ambiente iluminado, você já poderá acompanhar o desabrochar dos botões com saúde.

No entanto, é importante se atentar para os cuidados padrões, como evitar luz direta e encharcar as raízes.

Se você é um amante de orquídeas, então a lusidia com certeza é uma alternativa para compor sua coleção, e vale a pena plantar em casa!

 

You May Also Like